20 de Junho 2024

TV Guadiana

Alentejo em Direto

CONCERTO DE NATAL DE 2023 NA SÉ DE ÉVORA

CONCERTO DE NATAL DE 2023 NA SÉ DE ÉVORA

16 12 2023 Concerto Natal Evora Cartaz Digital AF5 page 0001

Concerto de Natal na Sé de Évora: Celebrando a Tradição Musical

O Cabido da Sé de Évora, em colaboração com a Althum.com, apresenta o Concerto de Natal de 2023, um evento marcante agendado para o dia 16 de dezembro, às 18 horas, na Sé de Évora. Este concerto especial contará com a presença do organista João Vaz e do Capella de S. Vicente, sob a direção de Pedro Rodrigues.

Melodias Sublimes: Magnificat quinti toni de Duarte Lobo

Destacando a riqueza da tradição musical, a peça central do concerto será o “Magnificat quinti toni” de Duarte Lobo (c. de 1565 – 1646), extraído dos “Cantica Beatae Mariae Virginis”, impressos em Antuérpia em 1605. Uma obra que ressoa através dos séculos, prometendo uma experiência musical única.

Herança Musical: Peças de Manuel Rodrigues Coelho e Duarte Lobo

Além do Magnificat, o concerto incluirá excertos da “Missa Natalitiae noctis” de Duarte Lobo, assim como peças para órgão de Manuel Rodrigues Coelho, contemporâneo deste compositor. Estas serão executadas no magnífico instrumento renascentista da Sé de Évora, proporcionando uma viagem pela herança musical da região.

Organista: João Vaz e o Órgão Renascentista da Sé de Évora

João Vaz, organista, será o guia nesta jornada musical, trazendo à vida as composições imortais de Duarte Lobo e Manuel Rodrigues Coelho. O órgão renascentista da Sé de Évora será o instrumento que ecoará as notas que atravessam os séculos.

Reservas Essenciais: Garanta o Seu Lugar – [email protected] / 919 745 338

A entrada para este concerto é livre, mas sujeita a reserva obrigatória. Garanta o seu lugar para esta noite, reservando através de [email protected] ou pelo número 919 745 338, sujeito à disponibilidade do espaço.

Apoios: DRCAlentejo, Fundação Eugénio de Almeida e mais

Este evento é possível graças ao apoio financeiro da Direção Regional de Cultura do Alentejo, da Fundação Eugénio de Almeida e da Fundação Casa de Bragança, entre outros contributos.

Skip to content