15/05/2021

TV Guadiana

Alentejo em Direto

POESIA: DINIS MUACHO


 
Mãe,
Tu e eu, laços de Amor
Laços de sangue,
Nascidos na terra forte do café maior,
Sob a luz do sol ardente
Da branca flor dos cafezeiros…
Lembras-te Mãe?
Das pequenas bagas
Já rubras, e do colo da criança
Que sonhava em ser maior…
Foi nos trópicos,
Na terra da gravana,
Onde o cacau amarelinho
Dormitava nos troncos
Dum bom pai cacaueiro
Dessa terra quente e húmida
Do meu irmão São Tomé…
Dois grãozinhos de café,
Eu e o meu irmão,
A serem a pureza do cafeeiral inteiro,
Raízes da mesma raiz,
Que é o amor de Mãe
Ser semente e ser flor de café
Alva e branca
Como uma manhã do Alentejo!

Deixe uma resposta

Facebook
Twitter
YouTube
Instagram