21 de Julho 2024

TV Guadiana

Alentejo em Direto

VINHO DE TALHA DO ALENTEJO: UMA TRADIÇÃO EM ANÁLISE

VINHO DE TALHA DO ALENTEJO: UMA TRADIÇÃO EM ANÁLISE

foto161 creditos Arquivo CM Vidigueira scaled

Fotografia: Crédito Arquivo C.M. Vidigueira

Produção de Vinho de Talha: Património Cultural em Avaliação

A secular tradição de produzir Vinho de Talha, um património cultural intrínseco à região do Alentejo, encontra-se atualmente em avaliação para integração no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial (INPCI). Este processo é conduzido pelo Município de Vidigueira, com o apoio técnico da Direção Regional de Cultura do Alentejo e em colaboração com diversos municípios e entidades da região, ampliando a abrangência dessa inscrição.

Uma Herança dos Romanos: Vinho em Talhas de Barro

A prática de produzir vinho em talhas de barro, que remonta aos tempos romanos, foi introduzida no Alentejo e mantida ao longo dos séculos. Em meados do século XIX, o agrónomo Ferreira Lapa relatou a sua adoção generalizada na região alentejana, não apenas para a vinificação, mas também para a conservação dos vinhos. Cerca de um século mais tarde, Orlando Ribeiro observou que a singularidade do Alentejo residia na preservação das talhas ou potes, destacando a sua importância na cultura do vinho.

Apesar de ter conhecido um declínio durante o século XX, a técnica de produção de vinho em talha foi redescoberta e progressivamente recuperada. Esse renascimento está intrinsecamente ligado à preparação da sua inscrição no INPCI.

Consulta Pública em Andamento

A fase de Consulta Pública referente ao projeto de inscrição da ‘Produção de Vinho de Talha’ no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial está em curso e irá decorrer por um período de 30 dias, iniciado em 11 de outubro. Todo o processo de inventariação pode ser consultado online através do sistema MatrizPCI, que fornece informações de suporte a este inventário.

A decisão final sobre a inclusão da ‘Produção de Vinho de Talha’ no INPCI será tomada até 120 dias após a conclusão da presente consulta pública.

O documento completo pode ser consultado aqui: MatrizPCI – Produção de Vinho de Talha.
Entidades Envolvidas no Protocolo

Este esforço de preservação e valorização da produção de Vinho de Talha no Alentejo envolve um vasto conjunto de entidades da região, incluindo municípios como Aljustrel, Beja, Évora e muitos outros, bem como organizações como a Comissão Vitivinícola Regional do Alentejo (CVRA) e a Direção Regional de Cultura do Alentejo, entre outras.



Skip to content