21 de Julho 2024

TV Guadiana

Alentejo em Direto

EXPOSIÇÃO “CIVILIZAÇÃO” DE NADIR AFONSO: TAPEÇARIAS E SERIGRAFIAS NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE REGUENGOS DE MONSARAZ

EXPOSIÇÃO “CIVILIZAÇÃO” DE NADIR AFONSO: TAPEÇARIAS E SERIGRAFIAS NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE REGUENGOS DE MONSARAZ

Procissao em Veneza

Exposição “Civilização” de Nadir Afonso na Biblioteca Municipal de Reguengos de Monsaraz

Na Biblioteca Municipal de Reguengos de Monsaraz, estará em exposição a obra de Nadir Afonso, intitulada “Civilização”, composta por tapeçarias e serigrafias. Esta exposição resulta de uma colaboração entre a autarquia local e a Fundação Nadir Afonso e estará aberta ao público no período de 5 de outubro a 30 de novembro.

Ampla Exposição de 22 Serigrafias e 3 Tapeçarias

A exposição “Civilização” apresenta uma coleção de 22 serigrafias, criadas ao longo de quatro décadas, e três tapeçarias produzidas pela Manufatura de Tapeçarias de Portalegre. O cerne desta exposição é a representação de cidades e civilizações, abrangendo obras notáveis como “Évora Surrealista”, “Procissão em Veneza”, “Copacabana”, “Idade Média”, “Dusseldorf”, “Babilónia”, “Sevilha”, “Pequim”, “Os Portugueses”, “Parque de São Paulo” e “Pontes sobre o Reno”.

Geometria e Cores na Obra de Nadir Afonso

Os traços geométricos presentes nas obras evocam imagens de pontes, jardins, catedrais e edifícios, contrastando com os horizontes e as águas. Estas formas parecem ser absorvidas pela vastidão dos céus e dos oceanos, num espetáculo cromático de grande diversidade. Nadir Afonso considerava que a combinação das formas desencadeava relações e espaços intermédios, cujas proporções eram essenciais para a harmonia da obra de arte.

Legado de Nadir Afonso na Arte

Nadir Afonso, nascido a 4 de dezembro de 1920 e falecido a 11 de dezembro de 2013, é reconhecido como um dos artistas mais notáveis dos séculos XX e XXI. Ele foi pioneiro na arte cinética em Portugal, uma corrente que explora efeitos visuais através de movimentos físicos e ilusões de ótica. A sua obra singular é internacionalmente aclamada, tendo sido distinguido com títulos como Doutor Honoris Causa pelas Universidades de Lisboa e do Porto, bem como condecorado com os graus de Oficial e Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’lago da Espada.

Diversos Estilos na Carreira de Nadir Afonso

Ao longo da sua carreira, Nadir Afonso explorou diversos estilos, incluindo o surrealismo, o barroco, o egípcio, o perspético e o realismo geométrico, entre outros. O artista frequentemente recorreu ao rigor matemático em sua obra, acreditando que a geometria, sua primeira paixão, era fundamental para alcançar o equilíbrio e a harmonia visual.

Legado Internacional nas Artes Plásticas

As obras de Nadir Afonso foram exibidas em inúmeras exposições e fazem parte de coleções de museus de renome, tanto em Portugal como no estrangeiro, incluindo o Museu Nacional de Soares dos Reis, Museu Nacional de Arte Contemporânea, Fundação Calouste Gulbenkian, e outros museus internacionais como o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (Brasil), o CitiBank (Nova Iorque, EUA), o Centre George Pompidou (Paris, França), o Museum Im Kulturspeicher (Würzburg, Alemanha) e o Szépmüvészeti Múzeum (Budapeste, Hungria).

Horários 

A exposição “Civilização” estará aberta de segunda-feira a sábado, das 9h às 12h30 e das 14h às 17h30, proporcionando aos visitantes a oportunidade de explorar a notável contribuição de Nadir Afonso para o mundo da arte.



Skip to content